sábado, outubro 15, 2011

Dia do professor

Olá leitores! A homenagem do blog ao dia dos professores será feita a partir desta letra de música que tão bem representa esta profissão. O meu muito obrigada a todos os professores que fizeram e fazem parte da construção da minha trajetória.

A base de toda conquista é o professor
A fonte de sabedoria, o professor
Em cada descoberta, cada invenção
Todo bom começo tem um bom professor
No trilho de uma ferrovia (um bom professor)
No bisturi da cirurgia (um bom professor)
No tijolo, na olaria, no arranque do motor
Tudo que se cria tem um bom professor
No sonho que se realiza (um bom professor)
Cada nova ideia tem um professor
O que se aprende, o que se ensina (um professor)
Uma lição de vida, uma lição de amor
Na nota de uma partitura, no projeto de arquitetura
Em toda teoria, tudo que se inicia
Todo bom começo tem um bom professor

Autor desconhecido


quarta-feira, outubro 12, 2011

Conhecendo um pouco as lesões não cariosas

Dando continuidade ao assunto abordado no "post" anterior, falaremos sobre as lesões não cariosas. Convencionalmente, estas lesões são classificadas em erosão, abrasão, abfração e atrição. Talvez você já tenha ouvido falar de um destes termos. Tais lesões estão associadas a vários fatores, que normalmente atuam em conjunto, dentre eles:

1. Hábitos de escovação: utilizar escovas de cerdas médias ao invés de macias, usar dentifrícios com alto conteúdo de abrasivos (cremes dentais que prometem clarear os dentes são um exemplo) e empregar força durante a escovação;
2. Dieta: fazer uso exagerado de bebidas e alimentos ácidos (refrigerantes à base de cola, energéticos, águas aromatizadas, vinagre, limão, laranja) e dieta vegetariana;
3. Problemas gástricos ou distúrbios alimentares: indivíduos que tenham regurgitação ou episódios freqüentes de vômito (bulimia, por exemplo);
4. Problemas oclusais: bruxismo, apertamento, falta de dentes etc.

É comum que estas lesões estejam acompanhadas por sensibilidade dentária pelas razões já explicadas no "post" anterior. O tratamento envolve o controle dos fatores causadores da lesão, associado à aplicação de agentes dessensibilizantes (quando há sensibilidade) e muitas vezes uma restauração para corrigir a perda do esmalte. Observe na figura abaixo alguns exemplos destes tipos de lesões (destacados por flechas) e caso você verifique alguma situação semelhante, consulte um profissional habilitado para diagnóstico e tratamento. Um abraço e até o próximo encontro!